Entre em contato (31) 99847-1006

Mini coelhos ou coelhos anões, são mamíferos (não roedores!) lagomorfos, extremamente fofos e cada vez mais populares como opção de pet. Não é difícil entender porque tanta gente quer tê-los em casa; só de olhar para eles já sentimos aquele calorzinho! Mas é claro que, como todo bichinho de estimação, ele precisa de cuidados, atenção e, claro, muito amor.

O erro de muitas pessoas ao abrigarem bichos “não convencionais” é tratá-los da mesma forma que tratam outros animais. Se cachorros e gatos já não são tratados igualmente, por que qualquer outro bicho seria? E, sim, isso inclui mini coelhos e coelhos comuns! São espécies diferentes, e dá para perceber de várias maneiras além do tamanho.

O mini coelho, por exemplo, costuma ser mais inteligente do que seu parceiro grande, sabiam? Ele responde mais ao ambiente e ao dono, mostrando-se bastante apegado aos humanos que lhe cercam.

Também diferem dos coelhos por serem muito mais dóceis e carinhosos, e podem até responder a alguns comandos!

Fisicamente, eles podem ser de diversas cores – branco, preto, malhado, cinza etc – com pelos longos ou curtos, orelhas altas ou baixas e olhos também de muitas cores. Todas as características dependem, logicamente, da raça.

O mais comum é o mini lop, mas todos são adoráveis!

Outras vantagens de ter esses bichinhos em casa são:

– Eles não precisam de vacinas
– Podem viver até 8 anos
– São silenciosos
– Tem um baixo custo de vida

Ficou interessada? Então confira nossas dicas para cuidar muito bem de um mini coelho:

Escolhendo  a casinha do mini coelho

Muitas pessoas pretendem criar seus mini coelhos soltos em casa ou no quintal, mas é preciso tomar muito cuidado com essa opção.

Devido ao seu tamanho, esses bichinhos são muito mais suscetíveis a acidentes do que outros pets.

Por isso, é recomendável que eles só fiquem soltos sob supervisão, ou quando você puder dar atenção e interagir com ele.

Além do mais, deixá-lo dentro de casa pode ser perigoso também pela quantidade de objetos que o coelhinho pode roer, especialmente fios. Eles podem ser bem difíceis de achar de vez em quando!

Já no caso do lado de fora, você precisa considerar fatores como sol, chuva, umidade, vento e predadores maiores.

Ele também corre o risco de consumir grama ou plantas demais, se tiver acesso a uma horta, por exemplo, e isso alterará sua dieta.

Por todos esses motivos, é recomendado que ele seja colocado em gaiolas ou cercadinhos.

A gaiolas devem ser grandes, aproximadamente 4 vezes o tamanho do coelho, já que eles precisam de espaço para se movimentar.

As gaiolas específicas para este animal tem medidas entre 90 e 120 cm de largura e 60 cm de profundidade, e costumam ser de metal.

Além disso elas têm um repartimento em baixo para que a urina e as fezes caiam nesse repartimento, evitando que o coelhinho tenha contato com seus dejetos.

O mini coelho irá naturalmente urinar e defecar sempre no mesmo lugar, o que já facilita a limpeza, que deve ser feita diariamente para evitar doenças e contaminação da comida ou da água.

Decida se a gaiola ficará dentro ou fora de casa, mas seguindo algumas instruções: tenha certeza de que ela estará sob sombra e em um local seco, arejado, sem correntes de ar e livre de animais predadores.

Então, vai chegar a hora de preparar a gaiola para receber o seu novo pet.

Em primeiro lugar, forre a gaiola com feno, além deles comerem o feno eles adoram deitar-se em cima do feno.

Se a gaiola for de arame, coloque descanso de patas para evitar que as patas fiquem presas nas lacunas da grade e também para não dar calo na patinha do coelho. Tenha certeza de utilizar apenas materiais próprios para coelhos durante todo o processo de montagem da casinha!

Termine de arrumar a gaiola com uma caminha ou toca.

Lembre-se de pensar muito bem no material da toquinha, pois o coelhinho muito possivelmente vai roer a toquinha e ingerir o material. Coloque um comedouro que seja possível de ser amarrado, pois os coelhinhos adoram brincar com a vasilhinha e as vezes acabam derrubando a sua vasilhinha.

E por fim o bebedouro.

Dê preferência a bebedouros de bico a vasilhinhas, pois isso evita a umidade no foucinho, evitando fungos e evita também que o coelhinho derrube sua vasilhinha.

Além da limpeza do recipiente a baixo da gaiola ou do banheirinho, você também precisará cuidar da limpeza de toda a gaiola frequentemente.

De preferência, faça a higienização uma vez por semana (sem o animal presente), trocando o feno  e limpando com água e sabão. As vasilhas de ração e de água devem ser limpas a cada três dias, aproximadamente.

Você também pode peneirar a ração para evitar a poeira dos grãos, o que vai facilitar a limpeza e evitar alergias respiratórias no coelhinho.

gaiola ideal para mini coelho

Entendendo tudinho da alimentação do seu mini coelho

Depois de ajeitar o espaço do seu mini coelho em casa chega o momento de pensar na comida.

A alimentação para mini coelho é composta de rações especiais, frutas e legumes. Não esqueça que ele é um herbívoro e não pode comer alimentos que fujam de sua dieta natural.

A alimentação dele é diferente no começo de sua vida e a partir dos três meses de idade. Fique atento para não causar problemas como diarreia no seu coelhinho!

Até os 40 dias

Durante o primeiro mês e mais um pouquinho os coelhos devem ser amamentados.

Esse período é vital para a saúde do animal, então tenha sempre certeza de estar adquirindo-o de um criador que respeite o tempo de desmame. Só assim ele construirá sua imunidade e estará forte o bastante para sobreviver.

Até 3 meses

Depois de desmamar, o mini coelho ainda vai se adaptar a uma dieta sólida.

Seu organismo é frágil e uma alimentação exagerada pode causar diarreia e desnutri-lo. Por isso, por enquanto não é recomendável oferecer legumes ou frutas de qualquer tipo. Compre rações específicas para coelhos e siga as indicações de cada marca (já que elas variam), nunca ultrapassando a quantidade indicada para esta faixa etária.

Essas rações são feitas especialmente para este tipo de animal, e não é seguro oferecer qualquer outro tipo.

Elas são peletizadas (compactadas) com todos os nutrientes e vitaminas necessários. Também alertamos para evitar as rações “mix”, que são mais apropriadas para chinchilas, porquinhos-da-índia e hamsters.

Converse no seu pet shop ou criadouro para ter certeza do que está comprando.

Preste muita atenção, também, para não pegar rações de engorda – elas são feitas para preparar os bichos para o abate.

Esse é um erro comum e atrapalha na qualidade de vida dos mini coelhos por deixá-los grandes demais para todo o preparo que você forneceu.

Dê a ração diariamente, na quantidade recomendada no pacote.

Outras coisas muito presentes na alimentação para mini coelho são feno e alfafa.

Elas podem ser dadas à vontade, desde que seja observado de perto que o coelhinho não está comendo apenas isso e deixando a ração de lado. O ideal é ir acrescentando os dois aos poucos, conforme o bichinho cresce.

Depois dos 3 meses

Já passando da fase de filhote, o mini coelho aumentaram sua capacidade e poderão ingerir uma maior quantidade de ração.

Nos adultos, essa quantidade costuma ser de, aproximadamente, 100 g a 150 g por dia; ou, ainda, de 1/8 xícara de ração para cada 2,5 quilos do coelho. Esse valor diário pode ser dividido em duas refeições.

As verduras serão incorporados à dieta a partir de agora, mas apenas as de cor escura! Espinafre, couve, túrnias verdes, repolho, abobrinha e rúculas, por exemplo, são boas opções. As únicas exceções são a famosa cenoura e a beterraba, mas, mesmo assim, tudo com moderação. Legumes como milho, tomate, alface ou batatas não serão bem digeridos.

Lembre-se de que quanto mais verduras o coelhinho estiver consumindo, mais forte fica o cheiro da urina!

Já no caso das frutas, só ficam proibidas as cítricas, mas mesmo os outros tipos devem ser bem restritos.

As frutas podem elevar muito o nível de açúcar no sangue, causando diabetes, cáries e obesidade, e também amolecem as fezes.

Então já sabe, né? Diarreia de novo! Eles costumam gostar bastante de bananas, maçãs, morangos, peras, pêssegos, mamão etc.

Outros tipos de guloseimas como petiscos podem ser oferecidos ocasionalmente para agradar e até para treinar mini coelhos, se você desejar. Mas elas deverão compor o mínimo possível da alimentação!

A alimentação para mini coelho pode ser dividida mais ou menos assim:

60% – Feno
20% – Verduras
15% – Ração
4% – Frutas
1% – Petiscos

Mantenha esses valores controlados e seu bichinho de estimação vai crescer forte e saudável!

Outros cuidados

Outros cuidados a serem tomados incluem não deixar que qualquer alimento fique úmido, oferecer água à vontade e dar brinquedos para que ele desgaste os dentes. Como os dentinhos não param de crescer, ele sempre estará em busca de algo para roer.

Cuide para que não sejam brinquedos de madeira de pinos, pedra de cálcio ou outro material inofensivo, já que ele pode engolir o que estiver roendo.

 Informações importantíssimas sobre a higienização do mini coelho.

A seguir, confira algumas dicas que não podem ser deixadas de lado quando em relação aos cuidados de higienização do mini coelho.

• Não deixe o mini coelho entrar em contato com a urina

O mini coelho é um animal de saúde sensível, motivo pelo qual o simples contato com a própria urina pode levar ao desenvolvimento de graves doenças.

As mais comuns entre elas são diarreia (caso a urina esteja contaminada com alguma bactéria ou caso a alimentação do animal esteja inadequada) e micose ou sarna no corpo/orelha (caso a urina esteja contaminada com algum fungo).

• Na hora do banho…

Os coelhos são animais que constantemente estão se limpando (assim como os felinos). Sendo assim, seus banhos são mais raros.

O recomendado é banhar o seu mini coelho somente em extrema necessidade. O banho pode ser feito em casa mesmo.

Para banhá-lo encha uma bacia com água morna. Proteja a orelhinha do coelhinho e tome muito cuidado para que não caia água em seu ouvido. Em seguida, seque o mini coelho com o secador na temperatura frio. Jamais deixe-o molhado, já que isso pode levar ao desenvolvimento de doenças.

Já em relação aos produtos, eles podem ser sabonetes e shampoos neutros ou produtos infantis.

A importância da escovação

A Escovação do coelho não é algo apenas para a sua beleza, mas sim para a sua saúde. Se você já teve um gato, sabe que o felino é capaz de passar horas do dia se lambendo. E com o mini coelho não é muito diferente. Certamente, não há problema algum neste hábito – mas muito pelo contrário, já que ele ajuda a manter o animal limpinho. Porém, acabam engolindo parte do pelo que naturalmente se desprende da pele. Isso pode ocasionar problemas intestinais sérios no coelho. Se os pelos não forem escovados, pode acontecer também de dar nós nos pelos, e o coelho pode tentar remover esses puxando os pelos, podendo se ferir.

Por isso, se o seu mini coelho tiver o pelo longo, é muito importante escová-lo duas vezes por semana de modo a evitar a formação de nós.  Com a escovação, esse pelo é removido e você evita que o animal desenvolva problemas intestinais.

• Cuidados com as unhas

As unhas do coelho também podem ser cortadas em casa ou no pet shop. Se fizer em casa, adquira um alicate especial e apropriado para a função.

Apenas tome cuidado com a parte “rosada” da unha do animal. Ela representa a veia dele, motivo pelo qual você deve cortar sempre à frente desta parte, de modo a evitar sangramentos (que raramente são naturalmente estancados).

Coelhos mais escuros exigem cuidado ainda maior, visto que nem sempre a parte rosa das unhas é visível.

• Cuidados com os dentes

O dentinho do coelho nunca para de crescer, por isso é necessário desgastar-los – por meio de alimentos como verduras, feno e cenouras. Ou ainda por meio de brinquedinho. Mas, tome cuidado para que não seja de um material nocivo para o animalzinho.

Os próprios coelhos sentem necessidade de desgastar os dentinhos, por isso, se você não oferecer objetos ou comidas adequadas ao desgaste do dente, eles vão começar a roer chinelo, sofá e tudo o que estiver ao seu alcance.

Caso, os dentes não sejam desgastados, ele vai crescer de maneira que o coelho não vai mais conseguir se alimentar, necessitando de serrar os seus dentes.

• Como adestrar o mini coelho a usar o banheiro?

Acredito que essa informação é a mais procurada por todos. Muitos têm dúvidas, se o coelhinho aprende a fazer xixi em seu banheirinho. Os coelhos são totalmente capazes de aprender a fazer xixi no seu banheirinho. O “banheiro” do mini coelho é uma caixinha com uma grade em cima. Certifique-se que os espaços da grade permita que as vezes do mini coelho passem. É indicado colocar feno na parte de cima, pois eles amam comer enquanto fazem xixi.

Para adestrar o coelho a fazer as necessidades na caixinha, coloque feno apenas neste local no começo – já que assim ele procurará a caixinha para comer, e consequentemente, já fará as necessidades por lá.

O adestramento demorará um tempo para acontecer, enquanto isso não acontecer, faça o processo de limpar com papel higiênico o local onde o coelho fez xixi e colocar o papel higiênico no banheirinho para que ele sinta o seu cheiro no banheirinho.

É importante manter a caixinha sempre limpa – já que os coelhos são animais extremamente apegados à limpeza. Mesmo adestrados, se o banheirinho estiver muito sujo, eles não vão fazer o xixi no seu banheirinho.

banheirinho para coelho cuidados com higienização do mini coelho

• Como amenizar o cheiro da urina do coelho

O coelho, apesar de ser um animal muito fofo, sua urina tem um cheiro amoniano muito forte. Para amenizá-lo, nossa principal dica é utilizar o granulado higiênico de madeira, visto que este, além de possibilitar fácil limpeza, absorve o cheiro, impedindo que ele contamine o espaço. Então coloque o granulado de madeira na parte de baixo da grade.

Mini Coelho: o manual de cuidados completo 1

Outra dica importante, a urina do coelho mancha o piso e muitas vezes o detergente convencional não consegue remover totalmente a mancha. Nesse caso, passe limão puro em cima da mancha e aguarde um instante para limpar novamente.

Evite o stress do seu mini coelho

Os mini coelhos são animais extremamente inteligentes – e que adoram brincar. Por isso, não hesite em enchê-los de brinquedos, o que além de mantê-los espertos, também ajuda a desgastar os dentes e a evitar doenças. Coelhos estressados, ficam muito vulneráveis a desenvolverem doenças.

Entre os acessórios e brinquedos que você pode comprar para o animal destacamos:

-> Bolinha (que deve ser sempre maior do que ele, de modo a evitar que ele a engula);
-> Rolinhos de papel higiênico ou papel toalha (econômico e divertidíssimo para o bichinho);
-> Brinquedos confeccionados em madeira (que auxiliam ainda no desgaste dos dentes).

E não deixe de você mesmo brincar com o mini coelho: esconde-esconde e pega-pega são brincadeiras divertidíssimas que ele vai adorar!

Esteja sempre atento… verifique o focinho, patinhas e orelhinhas

Uma das mais comuns doenças que afeta os mini coelhos é a infecção por fungos. Por isso, é preciso ficar de olho em algumas partes específicas do corpo do animal, com destaque para as orelhas, focinho e patinhas (onde esses fungos costumam “se instalar”).

Se houver alguma manifestação do micro-organismo – ou até mesmo micoses, feridas ou sarnas – não hesite em levar o seu animalzinho ao médico veterinário o quanto antes.

Cuidado com a exposição ao sol

O mini coelho é um animal extremamente sensível à chuva, sol e até mesmo às bruscas mudanças de temperatura. Além disso, eles são mais adeptos ao frio (porém, não MUITO frio) e não gostam dos dias mais quentes.

Por isso, durante o verão, tome muito cuidado com a exposição do bichinho ao sol – visto que ele pode pegar uma insolação com enorme facilidade.

Entenda os sinais do mini coelho

O mini coelho é um animal que pode ter alguns hábitos se estiver se sentindo mal ou doente.

Se estiver com dor ou medo, o coelho possivelmente vai chiar. Se as dores forem muito fortes, babar e ranger os dentinhos também são hábitos comuns. Se algo estiver o perturbando, é possível observá-lo batendo as patinhas traseiras.

Por outro lado, quando estiver relaxado, ele ficará com as perninhas esticadas ou deitado com a barriga de lado ou para baixo. Quando muito feliz, ele pode te lamber, pular ou correr desesperadamente.

Cuidado com as doenças

Os mini coelhos podem desenvolver, além das doenças que já citamos anteriormente:

-> Resfriados (ocasionados, principalmente, por bruscas mudanças de temperatura);
-> Diarreia (que podem ser causadas por maus hábitos alimentares ou por infecções bacterianas).

Ao perceber sintomas de qualquer uma dessas doenças, não hesite em procurar um médico veterinário de modo imediato, já que só ele poderá indicar qual é o melhor tratamento para cada situação.

Lembre-se ainda que os mini coelhos são animais demasiadamente sensíveis, e que por isso, podem morrer dentro de algumas horas se não forem tratados.

—-

Agora você que está pensando em adquirir ou já adquiriu o seu mini coelho está mais preparado para cuidar dele.

Fechar Menu

Olá! Clique e converse com um de nossos atendentes abaixo.

Entre em contato pelo WhatsApp